Folk Lusitânia

Folk, Neo-clássico, New Age, World Music, Darkwave, Medieval, Música Étnica, Folk Metal, Symphonic Metal, Dark Ambient, Neofolk, Marcial.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 The Prancing Poney (culinaria)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Signatus
Deus(a) da Lua (moderação)
avatar

Masculino
Virgem Dragão
N. de Mensagens : 2724
Idade : 29
Local : Ofiussa
Raça : Lobitroll
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Verde

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qua Ago 25, 2010 9:06 am

RedHead escreveu:
Eu sei uma receita ainda mais simples com mel!!

Ingredientes:
-Frasco de mel
-Colher de sopa


Pões a colher dentro do frasco, enche-la bem, e depois...
Griates ressaipe evah! bounce
Também sou adepto dessa aí.


Agora arroz e esparguete sou especialista Laughing Laughing (faço sempre é em quantidade industriais mas também sou um devorador implacavel de hidratos de carbono).
Coisas mais complicadas é que tenho vindo a perder a pratica mas é para breve a retoma.

Odal escreveu:
(esqueci-me de adicionar sal duh)
Não, não te esqueces-te. Estavas inconscientemente a pensar na saúde Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cernunnos
Artista
avatar

Masculino
Gémeos Cachorro
N. de Mensagens : 309
Idade : 35
Local : Castelo de Paiva
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Azul Escuro

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qua Ago 25, 2010 11:51 am

Citação :
Já agora: conhecem truques para o arroz ficar solto? O "meu" fica sempre empapado e meio coiso, estilo arroz da cantina...

A minha mãe ensinou-me a técnica dela para isto.

Geralmente ela frita um pouco de cebola bem picada e quando está pronta deita o arroz para fritar um pouco tb no azeite e na cebola. Depois vem o truque.

A água que se deita ao tacho já vai a ferver, não podes deitar água fria!! Se o fizeres é arroz empapado quase de certeza. Mas não é tudo, há mais um detalhe...
Ao deitar a água ao tacho, ela baixa um pouco a temperatura, por isso esperas que volte a ferver, e assim que entrar em ebulição, metes o tacho no disco mais pequeno que tenhas do fogão, com a chama no minimo possivel (em fogões de gas), e deixas cozinhar lentamente. vais mudando de vez em quando o tacho, para que diferentes zonas apanhem com a chama e tenha uma cozedura uniforme.
Outra coisa importante é a quantidade de água que se põe. Água a menos não coze, água a mais empapa. Mas isso depende do tipo de arroz, e de ires tentando até encontrar a quantidade certa. Rule of thumb, para começar, uma chávena de água por cada chávena de arroz. passado um tempo já vai a olho
Requer alguma práctica, mas depois começa a resultar Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TheDruid
Burguês/Burguesa
avatar

Masculino
Leão Dragão
N. de Mensagens : 51
Idade : 29
Local : Bosques de Oleo sylvestris- Quercetum suberis da Erra
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Azul Escuro

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qua Ago 25, 2010 1:15 pm

Estou a gostar de ver pessoal. Afinal temos aqui muitos chefs! Very Happy

Kraft durch Freude escreveu:
/me oferece o troféu de "Post do ano" à RedHead. Laughing
...e já agora o troféu de "Tópico do ano" ao TheDruid! A qualidade deste fórum bateu no topo quando vi este tópico. cheers rabbit (quanto apostam que isto vai dar azo a um off-topic filosófico mais depressa do que o tempo que se leva a dizer "Averróis"? Razz)

Por aqui o mais complexo que se cozinha são bifes, ovos estrelados, esparguetes e arrozes. Um dia vou ganhar paciência para fazer outras experiências, a sério! silent

Já agora: conhecem truques para o arroz ficar solto? O "meu" fica sempre empapado e meio coiso, estilo arroz da cantina... Embarassed

Muito bom RedHead. Como é que não me lembrei dessa. Laughing

Kraft durch Freude se quiseres algo mais elaborado, venha o pedido. Wink

Cernunnos escreveu:
Citação :
Já agora: conhecem truques para o arroz ficar solto? O "meu" fica sempre empapado e meio coiso, estilo arroz da cantina...

A minha mãe ensinou-me a técnica dela para isto.

Geralmente ela frita um pouco de cebola bem picada e quando está pronta deita o arroz para fritar um pouco tb no azeite e na cebola. Depois vem o truque.

A água que se deita ao tacho já vai a ferver, não podes deitar água fria!! Se o fizeres é arroz empapado quase de certeza. Mas não é tudo, há mais um detalhe...
Ao deitar a água ao tacho, ela baixa um pouco a temperatura, por isso esperas que volte a ferver, e assim que entrar em ebulição, metes o tacho no disco mais pequeno que tenhas do fogão, com a chama no minimo possivel (em fogões de gas), e deixas cozinhar lentamente. vais mudando de vez em quando o tacho, para que diferentes zonas apanhem com a chama e tenha uma cozedura uniforme.
Outra coisa importante é a quantidade de água que se põe. Água a menos não coze, água a mais empapa. Mas isso depende do tipo de arroz, e de ires tentando até encontrar a quantidade certa. Rule of thumb, para começar, uma chávena de água por cada chávena de arroz. passado um tempo já vai a olho
Requer alguma práctica, mas depois começa a resultar Smile

Como o Cernunnos disse e muito bem, uma técnica para o arroz ficar solto é salteá-lo. Cá em casa usa-se duas chavenas de água para cada chávena de arroz. Para não ficar papa desliguem o lume quando o arroz ainda está um pouco cru (e com água). Como ainda está quente vai continuar a cozinhar mas não demais.

Para o esparguete costumo temperar com sal, nós moscada e uma noz de margarina. Quando já tiver a gosto, escorro a água e passo o esparguete por água fria para que este não continue a cozer. Depois como o Kraft durch Freude disse coloco um pouco de margarina para não colar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Averróis
Deus(a) da Lua (moderação)
avatar

Masculino
Sagitário N. de Mensagens : 3508
Idade : 818
Local : Córdoba

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qua Ago 25, 2010 7:15 pm

Kraft durch Freude escreveu:
(quanto apostam que isto vai dar azo a um off-topic filosófico mais depressa do que o tempo que se leva a dizer "Averróis"? Razz)

Evil or Very Mad

Kraft durch Freude escreveu:
Por aqui o mais complexo que se cozinha são bifes, ovos estrelados, esparguetes e arrozes. Um dia vou ganhar paciência para fazer outras experiências, a sério! silent

Já agora: conhecem truques para o arroz ficar solto? O "meu" fica sempre empapado e meio coiso, estilo arroz da cantina... Embarassed

Por aqui gosto de improvisar. Por vezes apetece-me variar e então matuto um pouco e surge-me *sempre* uma ideia qualquer meio maluca. Depois é só seguir a imaginação... silent

O meu último improviso deu nisto:



Para o arroz: Eu deixo sempre alourar um pouco na cebola e no azeite. Depois é que junto a água.
Geralmente uso 2 medidas de água para cada de uma de arroz. Isso significa que se coloco meia caneca de arroz, deito uma caneca inteira de água. Mais... Para cada pessoa deito pouco mais de uma mão cheia de arroz. Mas depende do tamanho da mão de cada um.

Convém lavar bem o arroz antes de o cozer e ter cuidado com o lume, para não queimar a cebola ou pegar o arroz quando se está a alourar.
No final desligo o lume, antes de ficar seco, de preferência (gosto dele cremoso q.b.) tapo a panela e deixo-o assentar assim um pouco em estufa para se soltar bem e abrir.

TheDruid escreveu:
Para o esparguete costumo temperar com sal, nós moscada e uma noz de margarina. Quando já tiver a gosto, escorro a água e passo o esparguete por água fria para que este não continue a cozer. Depois como o Kraft durch Freude disse coloco um pouco de margarina para não colar.

Nunca passo o esparguete por água, porque isso lava-lhe o sabor. E para ficar al dente apago o lume antes que este coza demasiado.

_________________

· Website | Bandcamp | SoundCloud | Last.fm ·
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://undogmatic.net78.net/
Kraft durch Freude
Herói/Heroína mitológic@
avatar

N. de Mensagens : 2053
Raça : Ent/Povo das Árvores
Deus : Ares (Guerra/Heroísmo/Conquista)

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qui Set 02, 2010 9:01 pm

Hip, hip, cheers
Usei a técnica da água a ferver e acho que fiz o arroz mais solto de sempre! Very Happy
Ok, não ficou perfeito (afinal fui eu que o fiz Razz) mas pelo menos não ficou aquela papa do costume.

Normalmente também faço o refogadozinho, frito o arroz antes de lhe mandar com o dobro da quantidade de agua para cima e ponho-o no bico mais pequeno, no mínimo, quando começa a ferver.

Só faltava mesmo a água a ferver previamente. E parece que resultou. What a Face

Cernunnos escreveu:
(...) deixas cozinhar lentamente. vais mudando de vez em quando o tacho, para que diferentes zonas apanhem com a chama e tenha uma cozedura uniforme.
Isto já é pedir muito da minha cabecinha que na cozinha deixa de conseguir fazer mais que uma coisa ao mesmo tempo! Se me ponho a pensar nisso, lá se vai o que estiver a preparar enquanto o arroz ferve! Razz Pode ser que tente para a próxima...


Obrigado! .h.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cernunnos
Artista
avatar

Masculino
Gémeos Cachorro
N. de Mensagens : 309
Idade : 35
Local : Castelo de Paiva
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Azul Escuro

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qui Set 02, 2010 9:09 pm

Kraft durch Freude escreveu:
Hip, hip, cheers
Usei a técnica da água a ferver e acho que fiz o arroz mais solto de sempre! Very Happy
Ok, não ficou perfeito (afinal fui eu que o fiz Razz) mas pelo menos não ficou aquela papa do costume.

Normalmente também faço o refogadozinho, frito o arroz antes de lhe mandar com o dobro da quantidade de agua para cima e ponho-o no bico mais pequeno, no mínimo, quando começa a ferver.

Só faltava mesmo a água a ferver previamente. E parece que resultou. What a Face

Cernunnos escreveu:
(...) deixas cozinhar lentamente. vais mudando de vez em quando o tacho, para que diferentes zonas apanhem com a chama e tenha uma cozedura uniforme.
Isto já é pedir muito da minha cabecinha que na cozinha deixa de conseguir fazer mais que uma coisa ao mesmo tempo! Se me ponho a pensar nisso, lá se vai o que estiver a preparar enquanto o arroz ferve! Razz Pode ser que tente para a próxima...


Obrigado! .h.

bounce alright! bounce
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Qaa Qenymin
Artista
avatar

Masculino
Leão N. de Mensagens : 412
Idade : 117
Local : Karnak, ali para os lados do guadiana
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Urano (Céu/Elevação/Perfeição)
Cor : Cinzento

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Seg Nov 22, 2010 7:58 pm

O Cozido das Furnas

Para quem não sabe o famoso Cozido das Furnas é feito em buracos no chão e é cozido com o vapor da terra.
É um sabor inigualável!!!
As Furnas são uma pequena freguesia que pertence ao concelho da Povoação e que fica na ilha de São Miguel nos Açores.
São muito conhecidas pelas suas águas térmicas, nomeadamente as caldeiras, a poça da Beija e piscinas térmicas.
Para além disso as Furnas são conhecidas pelo hotel Terra Nostra constituído por uma piscina natural de águas termais e um magnifico Jardim Botânico, e ainda também se pode visitar o parque natural onde se encontra alguns animais e algumas espécies de plantas.
Também é nas Furnas que se encontra uma lagoa "Lagoa das Furnas".
São também tradicionais e exclusivos das Furnas, os bolos levêdos e também se pode apreciar o famoso cozido (a carne demora cerca de 5 a 6 horas e o bacalhau cerca de 3 a 4 horas) nas caldeiras com o seu requintado sabor.
Berço do turismo açoriano, as Furnas possuem uma das maiores e mais diversificadas colecções botânicas do arquipélago.

Aqui deixo uma sequência de fotos para vocês verem o banquete.


Caldeiras das Furnas

Quando se enterra o cozido, dão-nos uma placa com um número de modo a podermos identificar qual é o nosso na hora de irmos buscar.

No passado, era a própria pessoa que fazia o buraco e que depois desenterrava o cozido.

Nos dias de hoje, esta tarefa é feita em buracos próprios e tem funcionários que executam esta tarefa.

Como o Cozido é condicionado:
Põe-se numa panela, depois amarra-se bem a panela, põe-se dentro de uma saca e torna-se a amarrar e prender com uma corda para ser mais fácil tirar do buraco.

Vai-se desamarrando tudo e tira-se a saca.

Quando se prepara o Cozido, há que ter em conta o que leva mais tempo a cozer, que pomos no fundo da panela:
Carnes, Legumes, etc... os enchidos devem ir embrulhados em papel de prata para não se desfazerem...

Também é preciso ter-se cuidado com o sal, é preferível por-se pouco e caso seja necessário, acrescenta-se no prato.


Aqui está uma vista panorâmica da mesa...

Sobremesa: Charlotte Russa
Escusado será dizer que quando se chega esta parte já quase que não se consegue comer mais nada!!!




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Qaa Qenymin
Artista
avatar

Masculino
Leão N. de Mensagens : 412
Idade : 117
Local : Karnak, ali para os lados do guadiana
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Urano (Céu/Elevação/Perfeição)
Cor : Cinzento

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Seg Nov 22, 2010 8:00 pm

Bolo formiga

Ingredientes:
8 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
1 chávena de óleo
1 pacote de natas
150 g de chocolate granulado
200 g de coco ralado
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Confecção:
Batem-se as gemas com o açúcar até obter um creme esbranquiçado, junta-se o óleo, as natas e o coco.
Batem-se as claras em castelo.
Junta-se a farinha e por fim envolve-se as claras juntamente com o chocolate granulado.
Leve a cozer em forno médio durante 40 a 50 minutos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Siivet
Mestre
avatar

Masculino
Virgem Porco
N. de Mensagens : 750
Idade : 34
Local : Sintra
Raça : Troll
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Ares (Guerra/Heroísmo/Conquista)
Cor : Preto

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qua Nov 24, 2010 7:00 pm

Boas pessoal, tenho andado desaparecido, mas ao menos apareço aqui com coisas boas Razz

Alguém quer os meus manuais com receitas do meu curso de cozinha/pastelaria? são 7 manuais cheios de receitas, se quiserem mandem mensagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ondetudoarde.blogspot.pt/
Vampiria
Rei/Rainha
avatar

Feminino
N. de Mensagens : 1234
Local : Ilha dos Sonhos
Raça : Druida/Feiticeiro
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Roxo

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qui Abr 14, 2011 9:21 pm

Ora cá vai uma receita medieval das terras de Ourém:

Favas com couve portuguesa em caminha de broa

Ingredientes:

Favas em vagem (quando ainda não se nota o grão) - q.b.
1 couve portuguesa média
Bacalhau - q.b.
Massa (macarrão ou penne) - q.b.
Broa - q.b.
Sal - q.b.
Azeite - q.b.
Alho - q.b.

Preparação:

Cortam-se as vagens às rodelas finas e miga-se muito bem a couve portuguesa às tirinhas. Depois lavam-se em três águas.

De seguida, colocar os vegetais numa panela com água a ferver temperada com sal. Após 5 a 10 minutos colocar o bacalhau na panela juntamente com a massa (não se deve exagerar na massa, é apenas para enfeitar).

Enquanto o conteúdo da panela coze, cortar a broa e o alho em cubos muito miudinhos para uma travessa. Terminada a cozedura, colocar as favas e a couve na travessa e desfiar o bacalhau para um prato e temperá-lo com alho, azeite (e vinagre, se gostarem! eu gosto e acho delicioso).

A refeição está pronta a servir e combina muito bem com vinho medieval (palhete da região).

Espero que gostem!! Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonia
Sacerdote/Sacerdotisa
avatar

Feminino
N. de Mensagens : 207
Local : sintra
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Cronos (Tempo/Ordem/Lei)
Cor : Preto

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Sab Jun 11, 2011 7:21 pm

Receita mais boa:
Tarte de alheira com espinafre.
Fácil e barata dá uma excelente entrada de sabor tradicionalmente português.
Preparação 10 minutos mais o tempo do forno.

Ingredientes:
Dois rolos de massa folhada (daquela do continente ou do Lidl.... baratinha que a malta tá pobre...)
Um saco de espinafres (daqueles pre lavados e arranjadinhos...tb há no Lidl)
Um pack de cogumelos frescos laminados
Duas alheiras

Preparação
Numa frigideira desfaz a alheira (tira-lhe a pele), junta os cogumelos e os espinafres.
Não é preciso juntar azeite mas, dependendo da alheira as vezes é preciso corrigir o tempero.
Leva ao lume brando, com a tampa e mexe de quando em vez.tudo assim ao monte e em cru. A gordura da alheira faz o trabalho de saltear e refogar.
Enquanto isso forra uma forma de fundo amovivel (ou não) com a massa folhada. Quando tiver o refogadinho cheiroso e os cogumelos cozinhados só tens de lhe botar tudo na forma. Cobrir com a 2ª porção de massa folhada e, se quiseres passar com pinceladas de ovo se fores preciosista. Vai ao forno até a massa estar cozinhada.
É uma delicia.

Também já exprimentei em porções individuais, tipo pasteis. Num jantar mais selecto fica bem os pastelinhos feitos com este recheio e a massa folhada na mesma e depois acompanhados com rucula e molho vinagrete. Da uma bela entrada....

Bons cozinhados.
Nada de roubar a autoria da receitinha!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kraft durch Freude
Herói/Heroína mitológic@
avatar

N. de Mensagens : 2053
Raça : Ent/Povo das Árvores
Deus : Ares (Guerra/Heroísmo/Conquista)

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Dom Jun 12, 2011 12:39 am

Sonia escreveu:
Receita mais boa:
Tarte de alheira com espinafre.
Nice, isto parece bom. Tenho de experimentar um dia! cat

Sonia escreveu:
Nada de roubar a autoria da receitinha!!!!
Foste tu que a inventaste?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonia
Sacerdote/Sacerdotisa
avatar

Feminino
N. de Mensagens : 207
Local : sintra
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Cronos (Tempo/Ordem/Lei)
Cor : Preto

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Dom Jun 12, 2011 11:45 pm

Sim, sim inventadinha per moi!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Whisper
Guerreiro/Guerreira
avatar

Feminino
Câncer Rato
N. de Mensagens : 41
Idade : 33
Local : Rivendell
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Cinzento

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Qua Abr 04, 2012 12:46 pm

Vampiria escreveu:
Ora cá vai uma receita medieval das terras de Ourém:

Favas com couve portuguesa em caminha de broa

Ingredientes:

Favas em vagem (quando ainda não se nota o grão) - q.b.
1 couve portuguesa média
Bacalhau - q.b.
Massa (macarrão ou penne) - q.b.
Broa - q.b.
Sal - q.b.
Azeite - q.b.
Alho - q.b.

Preparação:

Cortam-se as vagens às rodelas finas e miga-se muito bem a couve portuguesa às tirinhas. Depois lavam-se em três águas.

De seguida, colocar os vegetais numa panela com água a ferver temperada com sal. Após 5 a 10 minutos colocar o bacalhau na panela juntamente com a massa (não se deve exagerar na massa, é apenas para enfeitar).

Enquanto o conteúdo da panela coze, cortar a broa e o alho em cubos muito miudinhos para uma travessa. Terminada a cozedura, colocar as favas e a couve na travessa e desfiar o bacalhau para um prato e temperá-lo com alho, azeite (e vinagre, se gostarem! eu gosto e acho delicioso).

A refeição está pronta a servir e combina muito bem com vinho medieval (palhete da região).

Espero que gostem!! Very Happy

Essas favas assim chama-se "ervas de fava", na região da Gardunha.
Mas favas e couves?! God, isso deve dar assim... um depósito de biogás cá dentro! Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vampiria
Rei/Rainha
avatar

Feminino
N. de Mensagens : 1234
Local : Ilha dos Sonhos
Raça : Druida/Feiticeiro
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Roxo

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Sex Abr 06, 2012 8:44 pm

Ah, não conhecia essa outra denominação. Smile

O prato é óptimo, ainda esta semana o fiz. Experimenta! E biogás... LOL... quem sofre muito da tripa, sei lá, pode ir à farmácia buscar uns inibidores de biogás.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Whisper
Guerreiro/Guerreira
avatar

Feminino
Câncer Rato
N. de Mensagens : 41
Idade : 33
Local : Rivendell
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Cinzento

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Sab Abr 07, 2012 4:49 pm

Eu experimento, pois Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Whisper
Guerreiro/Guerreira
avatar

Feminino
Câncer Rato
N. de Mensagens : 41
Idade : 33
Local : Rivendell
Raça : Hobbit
Elemento : Terra/Rocha
Deus : Deméter (Terra/Natureza/Estações)
Cor : Cinzento

MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   Sab Abr 07, 2012 8:03 pm

Beringelas recheadas (Vegetariana/Vegan/2pax)
1 beringela grande
1 embalagem de mistura de cogumelos
2 ou 3 dentes de alho grandes
um fio de azeite
uma folha de louro
sal com alecrim

Abre a beringela no sentido do comprimento. Tira a polpa com uma colher, corta em cubos e reserva. Numa sertã/frigideira põe-se um fio azeite a cobrir o fundo, os dentes de alho esmagados sem a casca e a folha de louro partida. Quando o alho está a começar a aloirar, junta-se os cogumelos e os cubos de beringela, mexe-se, baixa-se o lume e põe-se a tampa. Quando os cogumelos estão tenros, destapam-se, junta-se sal aromatizado com alecrim e deixa-se apurar. Recheiam-se as cascas, cobre-se com queijo ralado (na opção vegan não leva queijo, mas igualmente bom) e vai a cozinhar no forno, num tabuleiro untado com o molho que ficou na frigideira dos cogumelos.


(As guloseimas vegetariana que a minha mãe faz para as duas... os meus irmãos comem e depois perguntam onde está o almoço).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: The Prancing Poney (culinaria)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
The Prancing Poney (culinaria)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Folk Lusitânia :: Parte Sul :: Templo do Conhecimento-
Ir para: